Arquivos

Desvendando os rótulos

por Bianca Andrade | Tags: , 9 de Abril | 2015

Olá Pessoal! Muitas pessoas ficam com dúvidas na hora de escolher as opções mais saudáveis e menos artificiais nas prateleiras dos supermercados. É zero açúcar mesmo? Tem aditivos químicos? Tem gordura trans? Quem já tentou ler a lista de ingredientes de um produto e não conseguiu pronunciar as palavras? Se você não consegue ler o nome dos ingredientes que fazem parte do alimento que você ingere já pensou em seu organismo que é obrigado a digerir tudo isto? A primeira regra é clara: Não conseguiu ler e nem entender: fique de olho e participe do #euleiorotulos, poste as suas dúvidas.

O objetivo do post não é fazer ‘’terrorismo’’, muito pelo contrário. Quero destacar que existe sim a possibilidade de comprarmos alimentos prontos e práticos, porém, faz-se necessário entender melhor sobre os rótulos dos produtos para você acertar na escolha. Existem leis no Brasil sobre rotulagem, mas, se a indústria alimentícia cumpre isso, é outra questão! Se algumas marcas conseguem ótimos produtos naturais, por que outras marcas não fazem o mesmo? Precisamos consumir gordura hidrogenada (gordura trans) ou açúcar disfarçado nos alimentos? Como o organismo reage com tantos aditivos, corantes e sabores artificiais? A resposta é clara: Muitos dos itens que fazem mal ao nosso corpo aumentam o tempo de vida de prateleira do produto (não estraga tão rápido quando comparado com produtos em seu estado natural), oferecem mais sabor ao produto, melhora a textura e o lucro para a indústria é cada vez maior.

DICAS RÁPIDAS PARA ESCOLHER OPÇÕES MAIS SAUDÁVEIS NO SUPERMERCADO:

DICA 1: Comece a ler a LISTA de ingredientes que obrigatoriamente vem em todos os alimentos embalado. Não estou falando da tabela de informação nutricional, aquela que cita as calorias e nutrientes, mas, sim da lista de ingredientes (normalmente está escondida). Faça um teste. Com esse hábito, você vai perceber que nem todas as marcas/produtos são ruins. Uma questão de preocupação e escolha J.

DICA 2: Se você não sabe o que é aquele ingrediente de nome difícil, seu corpo também não vai saber. Ou seja, dê preferência aos ingredientes reais e naturais. Segundo a Anvisa, os ingredientes do alimento aparecem na ordem decrescente de quantidade. Portanto, se procura um item integral, veja se o primeiro ingrediente é realmente a farinha integral. Tenha atenção especial quando o açúcar e as gorduras constarem no topo da lista. Evite produtos que tem como o primeiro e segundo ingredientes: açúcar, xarope, farinha de trigo fortificada com ferro e ácido fólico (que nada mais é do que farinha branca refinada). Preferir os alimentos que na lista de ingredientes iniciem a composição com: farinha de trigo integral, farinha de arroz integral, aveia, etc. Veja abaixo:

DICA 3: Ao observar a lista de ingredientes, prefira aqueles com ingredientes naturais e integrais. Se você quer um iogurte com sabor laranja, mel e cenoura faça você mesmo a sua versão com alimentos de verdade + iogurte natural a base de leite! Nutri, não tinha parado para pensar nisso? Sim, pense, pois veja o que tem em um copinho aparentemente indefeso de iogurte com sabor: corantes, xarope de açucar, amido..veja abaixo.

Outra Observação: Não adiante ter zero gordura e possuir adoçantes artificiais, farinha/amido ok? Pense nisso. Faça a sua versão: Morangos + chia + 5 amêndoas + 1 copinho de iogurte natural. O açúcar do morango ou se quiser usar mamão já adoçam o suficiente. Se preferir adoce com mel ou stevia.

DICA 4: Prefira produtos com baixo valor para gorduras saturadas, gorduras trans e sódio e produtos com alta quantidade fibras alimentares. Por falar em gordura trans: gordura vegetal hidrogenada (mesma coisa). Ela está presente regularmente em alimentos industrializados, como biscoitos, sorvetes, salgadinhos prontos, cremes vegetais e alimentos fritos. Nosso corpo não precisa, não reconhece esse tipo de gordura e quando consumido em grandes quantidades pode afetar de forma direta a nossa saúde.

ATENÇÃO: Será que o aviso na embalagem do produto: ‘’ZERO TRANS’’ é zero mesmo? Para nossa tristeza, a legislação, só exige que sejam registrados valores acima de 0,2 g por porção de gordura trans no alimento, ou seja, qualquer valor abaixo disso pode ser declarado como zero L.Ou seja: é um zero que não é zero. Onde está o erro? Veja abaixo…

O biscoito é de água e sal ou farinha de trigo e gordura vegetal?? O wafer de chocolate aparentemente perfeito por não conter açucar, tem a gordura vegetal em maior quantidade e muitos compontes químicos.

Dúvidas? Entre em contato comigo pelo instagram ou na #leiorotulos ou #bocarosamaisfit